Perfil:
Guilherme


Arquivos:

Amigos (0)::


O CAMPESINATO BRASILEIRO: UMA HIST√ďRIA DE RESIST√äNCIA MARIA DE NAZARETH BAUDEL WANDERLEY (RESENHA CR√ćTICA)
03/12/2017 às 05:09

O campesinato √© uma forma de agricultura em pequena escala. A agricultura √© sempre remetida aos grandes produtores, de fazendas com alto envolvimento de recursos tecnol√≥gicos e monoculturas. Um exemplo √© o caso da soja, uma importante commoditie do Brasil. Por√©m as figuras de latif√ļndios e o campesinato s√£o observados de √≥ticas opostas, pois o primeiro era escravocrata e tinha como intuito a agroexporta√ß√£o, primeiramente para Portugal. Em 1850, foi escrita a lei de terras, na qual as terras seriam compradas, isto √©, adquiridas pelos fazendeiros que j√° tinham, antes disto, o direito √† terra e o dinheiro para compr√°-la. No espa√ßo de tempo que foi realizada a aboli√ß√£o da escravid√£o n√£o houve mudan√ßas significativas (os camponeses, que se fixaram em s√≠tios de produ√ß√£o e trabalharam tamb√©m para os patr√Ķes, com ou sem pagamento, ainda n√£o tinham o poder de ter sua pr√≥pria terra). A partir da aboli√ß√£o houve uma exclus√£o dos povos que deixaram de trabalhar nas senzalas ou nos s√≠tios, ao passo que houve tamb√©m a escravid√£o por d√≠vidas. Por√©m houve, j√° na rep√ļblica, um aumento da produtividade de determinadas culturas, como o caf√©. Entretanto houve uma crise, em 1929 e teve que destruir parte da produ√ß√£o para manter o pre√ßo. Enquanto isto, n√£o houve avan√ßos do campesinato. J√° nas d√©cadas de 50 √† decada de 70, houve uma mudan√ßa no cen√°rio agr√≠cola: a utiliza√ß√£o de m√°quinas para a agricultura e tamb√©m da amplia√ß√£o de cr√©ditos ao produtor rural. Por√©m h√° uma quest√£o agr√°ria neste processo: houve um maci√ßo √™xodo rural, j√° que o campon√™s, hoje chamado de agricultor familiar, n√£o dispunha de acesso aos cr√©ditos que o Estado concedia √†s grandes produ√ß√Ķes, especialmente nas monoculturas. Ap√≥s este per√≠odo, na redemocratiza√ß√£o, houve programas como o PRONAF (Programa Nacional da Agricultura Familiar) para que, atrav√©s de cr√©ditos e outras medidas poderia melhorar as quest√Ķes agr√°rias, como a fome no campo. Atualmente, h√° v√°rias caracter√≠sticas que determinam a agricultura familiar: 1- At√© quatro m√≥dulos de √°ria territorial. 2- M√£o de obra familiar. 3- Renda proveniente da agricultura familiar 4- Ser administrado por membros da fam√≠lia A fome no campo, citada anteriormente, foi diagnosticada, recentemente como: a- Pobreza: incapacidade financeira de comprar os produtos da cesta b√°sica. b- Vulnerabilidade √† fome: menos de US$ 1 ao dia. Ao final de tudo, o campesinato teve uma melhor √™nfase, na redemocratiza√ß√£o, ou seja, a agricultura familiar passou a ser mais valorizada.

Comentários



Comentar post:

Nome/Apelido:


Email:


Comentário:



Não foi encontrado nenhum comentário!