Perfil:
Guilherme


Arquivos:

Amigos (0)::


Lan√ßado o "Bolsa Crack": A √ļltima barreira entre o normal e o absurdo foi superada.
11/05/2013 às 15:45

Vejam esta notícia absurda do portal terra  que saiu no último dia 09:

"Os primeiros atendimentos em clínicas pelo Cartão Recomeço, projeto anunciado nesta quinta-feira pelo governo de São Paulo, deverão ocorrer em 60 dias, afirmou o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia. O programa, apelidado de "bolsa-crack", dará R$ 1.350 a usuários de droga que desejam se tratar do vício em clínicas para dependentes químicos. "

O governo cada vez mais apela para coisas absurdas como estas. Partidários apoiam esta decisão pois, segundo eles, auxiliam no tratamento dos dependentes de crack e os estimulam a sair desta condição. é o cúmulo. Enquanto o salário dos profissionais mais vitais à estrutura do país, como os professores ganham uma "merreca" do governo trabalhando dentro e fora do expediente sem condições mínimas de trabalho como ocorre nas escolas públicas de ensino fundamental e médio os usuários de crack ganham muito para somente fazer o tratamento. Isto é o que chamamos de "incentivo à educação". Bolsistas do prouni que ralaram nos seus estudos ganham R$400 para estudar nas faculdades particulares e não recebem nenhum incentivo no tocante a transportes, materiais e outros gastos do governo estão tendo de ver usuários de crack, que, na maioria das vezes não estudam e não trabalham ganharem uma bolsa com o triplo valor apenas para tratamento é algo que ultrapassa a fronteira entre o normal e o absurdo

As questões são? Por que o governo usa de bolsas para "tapear" o problema das drogas no Brasil? Por que eles não oferecem um tratamento de qualidade para os usuários e proporcionam mais qualidade de vida ao usuário sem utilizar da "varinha de condão' que é a utilização de bolsas para tudo? Aonde o governo quer chegar com isto? 

Não há como prever o resultado desta medida de uma maneira mais exata, mas pode se notar que esta medida é absurda. Esta redação se fosse escrita para o enem seria zerada por fuga total do tema. O problema que se deve ser solucionado é a prevenção e não só a recuperação dos usuários. ERRARAM COMPLETAMENTE O ALVO.

As melhores alternativas para a solução do problema do crack seria a internação compulsória dos casos mais graves, a criminalização do uso de drogas e um projeto de prevenção de maior qualidade tendo como bases a educação de mais qualidade e o incentivo dos jovens a estudar, não a fumar crack. Se fizessem lá atrás uma base educacional fortificada estimulando os alunos e professores, aumentando as oportunidades e coibindo a violência através da melhoria da segurança, não haveria a necessidade de adotar medidas tão absurdas. 

Na verdade, não há necessidade alguma de bolsa crack. Como diz um ditado popular famoso em nosso país "É melhor prevenir que remediar". O governo deve proibir o acesso a drogas e a utilização destes meios radicais será completamente anulada nos próximos anos. 

As mudanças estão na ponta da língua dos governantes. Só faltam ser feitas para que o problema do crack seja resolvido em nossa sociedade.



Comentários



Comentar post:

Nome/Apelido:


Email:


Comentário:



Guilherme Felipe Agapto
13/05/2013 as 11:32

O que quero dizer é que não é com dinheiro e bolsas que resolvem tudo no nosso país. Isto mascarará o problema das drogas. Há melhores alternativas. Pagar um tratamento para o crack é melhor que dar uma bolsa, porque o tratamento para todas as doenças é pago pelo governo. E deve ser assim para os dependentes químicos que se encaixa nisto. O governo deve financiar o tratamento, dar oportunidades. A atitude da concessão do "bolsa crack" é uma atitude de desespero. Deve ter mais alternativas racionais para se resolver o problema deste vício.

Guilherme Felipe Agapto
13/05/2013 as 11:32

O que quero dizer é que não é com dinheiro e bolsas que resolvem tudo no nosso país. Isto mascarará o problema das drogas. Há melhores alternativas. Pagar um tratamento para o crack é melhor que dar uma bolsa, porque o tratamento para todas as doenças é pago pelo governo. E deve ser assim para os dependentes químicos que se encaixa nisto. O governo deve financiar o tratamento, dar oportunidades. A atitude da concessão do "bolsa crack" é uma atitude de desespero. Deve ter mais alternativas racionais para se resolver o problema deste vício.

Guilherme Felipe Agapto
13/05/2013 as 11:32

O que quero dizer é que não é com dinheiro e bolsas que resolvem tudo no nosso país. Isto mascarará o problema das drogas. Há melhores alternativas. Pagar um tratamento para o crack é melhor que dar uma bolsa, porque o tratamento para todas as doenças é pago pelo governo. E deve ser assim para os dependentes químicos que se encaixa nisto. O governo deve financiar o tratamento, dar oportunidades. A atitude da concessão do "bolsa crack" é uma atitude de desespero. Deve ter mais alternativas racionais para se resolver o problema deste vício.

Prof Marcelo
11/05/2013 as 23:08

Mas o problema das drogas n√£o √© exclusivo de pa√≠ses n√£o desenvolvidos. Os EUA est√£o doentes com as drogas, a Europa padece, e assim por diante. E n√£o lhes falta educa√ß√£o. Em minha opini√£o, o problema das drogas √© um problema de sa√ļde p√ļblica. Voc√™ tem raz√£o quando diz que √© preciso prevenir, dando op√ß√Ķes ao jovem para ele n√£o procurar as drogas. Mas aqueles que a procuraram n√£o s√£o bandidos agora, s√£o doentes.